domingo, 1 de novembro de 2009

UMA VIDA, POUCO TEMPO...

Postado por Nidiane Latocheski às domingo, novembro 01, 2009
Reações: 
Este texto é da Carolina Mira - minha aluna do 1º ano!!

Show de bola.. leia e se delicie!! 


Tinha tantas coisas para fazer, que não sabia de onde poderia arrumar tempo para realizar todas elas. Pela manhã, deveria acordar ir a escola tentar sobreviver e voltar para casa. Chegava almoçava rapidamente, principalmente nas segundas e quartas-feiras quando voltava para mais uma seção de tortura. Ao final do dia, já esgotada, ainda não havia me livrado, restavam tarefas, pesquisas, textos, mais trabalho a ser feito. Terminava tudo bem tarde, e já cansada o bastante para dormir em qualquer cantinho, ia para cama, dormia como uma pedra.
Seis horas da manhã, deveria estar de pé. Para mim o pior horário que existe aqui em casa: demora pra acordar, disputa para ver quem usa primeiro o banheiro, para quem pega a camiseta do uniforme limpa, crianças discutindo por besteira, mãe brigando com a filharada, mesa do café pra arrumar, preparar lanche, conferir para ver se não esqueceu de nada, chamada para ver se todos entraram no carro, mais discussão no carro para ver quem vai no banco da frente. É assim nesse ataque de nervos que era o caminho para a escola.
Minha vida não era só escola, gostava de nadar, por isso era uma das coisas que fazia no meu tempo livre, também o ocupava com leitura, muita leitura, de vez em quando ia no computador, mentira se tem uma coisa que eu fazia era arrumar tempo para teclar com os amigos e navegar na internet, qualquer pesquisa era pretexto para subir as escadas da minha casa e ir até a maravilhosa máquina que conecta você ao mundo.
Meu final de semana era algo incrível, pensa no sofrimento que era arranjar algo pra fazer em pleno sábado e domingo em uma cidade como Vilhena, tantas opções que era possível ficar sem escolha. Solução ir para o clube com os primos ou sair com as amigas, a tarde passava voando e deixava uma ansiedade para que chegasse logo o fim de semana novamente. E pensar que o tempo é tão contraditório, insiste em passar quando mais nos divertimos e demora uma eternidade quando estamos entediados.
Não sei se aproveitei tudo o que deveria, mas sei que quando essas lembranças vêm na minha cabeça me dá uma saudade daquele tempo de molecagens. E pensar que eu queria crescer logo. Eu não tinha tempo nem para respirar direito, mas acho que o usei corretamente, pelo menos na maioria das vezes.

4 comentários:

Nidi / Nani on 4 de novembro de 2009 08:21 disse...

Carolzinha!! adorei mesmo suas reflexões!!
Parabéns!!
sabe q sou sua fã, né??
bjks

Amanda on 5 de novembro de 2009 15:51 disse...

é né mami's!!!?? hum... nem comenta da sua familia, só escreve seus alunos, e tal... (ciúminho...)
bjo

Prof. Ilcy on 9 de novembro de 2009 18:44 disse...

Que texto maravilhoso, tinha mesmo que ser sua aluna!!! bjo Ilcy

Nidi / Nani on 19 de novembro de 2009 10:16 disse...

Vc viu Ilcy!! lindo texto e linda aluna!!rsrs

 

Blog da Nidi Copyright © 2010 Designed by Paulinha Lobato