quarta-feira, 31 de março de 2010

PENSAR - RUBEM ALVES

Postado por Nidiane Latocheski às quarta-feira, março 31, 2010
Reações: 
2 comentários
Quarta-feira: 31/03/2010


Quando eu era menino, na escola as professoras me ensinaram que o Brasil estava destinado a um futuro grandioso porque as suas terras estavam cheias de riquezas: ferro, ouro, diamantes, florestas e coisas semelhantes. Ensinaram errado. O que me disseram equivale a predizer que um homem será um grande pintor por ser dono de uma loja de tintas. Mas o que faz um quadro não é a tinta: são as idéias que moram na cabeça do pintor. São as idéias dançantes na cabeça que fazem as tintas dançar sobre a tela.

Por isso, sendo um país tão rico, somos um povo tão pobre, somos pobres em idéias. Não sabemos pensar. Nisto nos parecemos com os dinossauros, que tinham excesso de massa muscular e cérebros de galinha. Hoje nas relações de troca entre os países, o bem mais caro, o bem mais cuidadosamente guardado, o bem que não se vende, são as idéias. É com as idéias que o mundo é feito. Prova disso são os tigres asiáticos, Japão, Coréia, Formosa, que pobres de recursos naturais, se enriqueceram por ter se especializado na arte de pensar.

Minha filha me fez uma pergunta: “O que é pensar?”. Disse-me que esta era uma pergunta que o professor de filosofia havia imposto à classe. Pelo que lhe dou os parabéns. Primeiro, por ter ido diretamente à questão essencial. Segundo, por ter tido a sabedoria de fazer a pergunta, sem dar a resposta. Porque se tivesse dado a resposta, teria com ela cortado as asas do pensamento. O pensamento é como a águia que só alça vôo nos espaços vazios do desconhecido. Pensar é voar sobre o que não se sabe. Não existe nada mais fatal para o pensamento que o ensino das respostas certas. Para isso existem as escolas: não para ensinar as respostas, mas para ensinar as perguntas. As respostas nos permitem andar sobre a terra firme. Mas somente as perguntas nos permitem entrar pelo mar desconhecido.

E, no entanto, não podemos viver sem respostas. As asas, para o impulso inicial do vôo, dependem dos pés apoiados na terra firme. Os pássaros, antes de saber voar, aprendem a se apoiar sobre os seus pés. Também as crianças, antes de aprender a voar têm de aprender a caminhar sobre a terra firme.
Terra firme: as milhares de perguntas para as quais as gerações passadas já descobriram  as respostas. O primeiro momento da educação é a transmissão desse saber. Nas palavras de Roland Barthes: “Há um momento em que se ensina o que se sabe…” E o curioso é que este aprendizado é justamente para nos poupar da necessidade de pensar.

As gerações mais velhas ensinam às mais novas as receitas que funcionam. Sei amarrar os meus sapatos, automaticamente, sei dar o nó na minha gravata automaticamente: as mãos fazem o trabalho com destreza enquanto as idéias andam por outros lugares. Aquilo que um dia eu não sabia me foi ensinado; eu aprendi com o corpo e esqueci com a cabeça. E a condição para que as minhas mãos saibam bem é que a cabeça não pense sobre o que elas estão fazendo. Um pianista que, na hora da execução, pensa sobre os caminhos que seus dedos deverão seguir, tropeçará fatalmente. Há a história de uma centopéia que andava feliz pelo jardim, quando foi interpelada por um grilo: “Dona centopéia, sempre tive a curiosidade sobre uma coisa: quando a senhora anda, qual, dentre as suas cem pernas, é aquela que a senhora movimenta primeiro?”. “Curioso”, ela respondeu. “Sempre andei, mas nunca me propus esta questão. Da próxima vez, prestarei atenção”. Termina a história dizendo que a centopéia nunca mais voltou a andar.

Todo mundo fala, e fala bem. Ninguém sabe como a linguagem foi ensinada e nem como ela foi aprendida. A despeito disso, o ensino foi tão eficiente que não preciso pensar em falar. Ao falar, não sei se estou usando um substantivo, um verbo ou um adjetivo, e nem me lembro das regras da gramática. Quem, para falar, tem que se lembrar dessas coisas, não sabe falar. Há um nível de aprendizado em que o pensamento é um estorvo. Só se sabe bem com o corpo aquilo que a cabeça esqueceu. E assim escrevemos, lemos, andamos de bicicleta, nadamos, pregamos prego, guiamos carros: sem saber com a cabeça, porque o corpo sabe melhor. É um conhecimento que se tornou parte inconsciente de mim mesmo. E isso me poupa do trabalho de pensar o já sabido. Ensinar, aqui, é inconscientizar.

O sabido é o não pensado, que fica guardado, pronto para ser usado como receita, na memória deste computador que se chama cérebro. Basta apertar a tecla adequada para que a receita apareça no vídeo da consciência. Aperto a tecla moqueca. A receita aparecerá no meu vídeo cerebral: panela de barro, azeite, peixe, tomate, cebola, coentro, cheiro-verde, urucum, sal, pimenta, seguidos de uma série de instruções sobre o que fazer.

Não é coisa que eu tenha inventado. Me foi ensinado. Não precisei pensar. Gostei. Foi para a memória. Esta é a regra fundamental desse computador que vive no corpo humano: só vai para a memória aquilo que é objeto do desejo. A tarefa primordial do professor: seduzir o aluno para que ele deseje e, desejando, aprenda.

E o saber fica memorizado de cor – etimologicamente, no coração -, à espera de que o teclado desejo de novo o chame de seu lugar de esquecimento.

Memória: um saber que o passado sedimentou. Indispensável para se repetir as receitas que os mortos nos legaram. E elas são boas. Tão boas que nos fazem esquecer que é preciso voar. Permitem que andemos pelas trilhas batidas. Mas nada têm a dizer sobre os mares desconhecidos. Muitas pessoas, de tanto repetir as receitas, metamorfosearam-se de águias em tartarugas. E não são poucas as tartarugas que possuem diplomas universitários. Aqui se encontra o perigo das escolas: de tanto ensinar o que o passado legou – e ensinou bem – fazem os alunos se esquecer de que o seu destino não é passado cristalizado em saber, mas um futuro que se abre como vazio, um não-saber que somente pode ser explorado com as asas do pensamento. Compreende-se então, que Barthes tenha dito que, seguindo-se ao tempo em que se ensina o que se sabe, deve chegar o tempo em que se ensina o que não se sabe.



(http://rubemalves.wordpress.com/2007/11/02/ler-pouco/)



Comentário:


“Pensar é voar pela atmosfera para encontra as perguntas que fazem-nos aqui em terra firme.” (Adriele Tesche)

Faça o seu também! Acesse o blog:
(http://rubemalves.wordpress.com/2007/11/02/ler-pouco/)

Conheça mais sobre esse filósofo, cronista e, sobretudo, mestre Rubem Alves:
http://www.rubemalves.com.br

Fotinhas...

Postado por Nidiane Latocheski às quarta-feira, março 31, 2010
Reações: 
0 comentários
Quarta-feira 31/03/10

Ontem tomei a decisão radical: colori quase todo o cabelo, exceto as raízes.
Li muitas matérias para saber se isso seria prejudicial ao bebê e a  maioria dos comentários exaltavam que os produtos atuais são mais fracos e não tem em sua fórmula os metais pesados, como o chumbo, por exemplo. 
Um argumento que me chamou atenção foi: "já viram se as famosas, como Xuxa, Angélica, etc. tinham suas raízes a mostra, sem tintura?" 
E não é que é mesmo..kkk
Então, lendo e lendo muitos comentários de obstetras, cheguei à ideia de colorir como as raízes, mas o fato é que estou me achando mto, mto estranha!!

Na revista crescer, encontrei mais  argumentos favoráveis:
 
Cris Furtado-Personal Hair - RS - 15/05/2009 19:50:02
Grávidas colorindo cabelos?Podem e DEVEM!
A falta de informação faz com que mtas grávidas se apavorem na hora de colorir os cabelos,mas já há estudos que comprovam que não há relação alguma do feto com a coloração e muito menos que esta vá para a corrente sanguínea.A única coisa que se comenta é que não se faça o procedimento pelo menos até o 3 mês já que algumas mulheres enjooam muito e podem ficar mais sensíveis quanto aos cheiros,odores,enfim.Mas é só isso viu?!Não há definitivamente relação da coloração com o feto.E mais,as hennas comercializadas hoje no Brasil e os tonalizantes sem amônia de naturais e inocentes não tem nada viu?!Muito cuidado com as indicações.Por serem a base de metais como chumbo e aluminio esses podem sim intoxicar. Para maiores informações me disponho através do orkut Cris Furtado Técnica Itallian Hairtech. Espero ter ajudado!!!!! bjokas em todas....

Então, já foi meu período de "louridão" ..
Agora, com os cabelos próximos da cor natural, senti um pouco de estranheza porque já estava super acostumada com eles claros. Mas, definitivamente, não poderia adiar mais...
Aqui irão algumas fotos de como ficou..

terça-feira, 30 de março de 2010

EDUCAÇÃO ESTADUAL EM GREVE! - Parte 2

Postado por Nidiane Latocheski às terça-feira, março 30, 2010
Reações: 
1 comentários
Informamos à sociedade brasileira que os TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO do Estado de Rondônia estão em GREVE há 19 dias, e que cerca de 80% das Escolas estão sem aulas e algumas funcionam parcialmente. A pauta de reivindicações da categoria clama reajuste inflacionário dos salários – que só neste governo (07 anos), desvalorizou aproximadamente 25%, e também clama pelo cumprimento do Plano de Carreira - desrespeitado, entre outras reivindicações. Várias manifestações públicas foram e estão sendo realizadas em todo o Estado. Desde ontem, os trabalhadores permanecem na Assembleia Legislativa aguardando as propostas, já que o governo se recusa a dialogar democraticamente com os trabalhadores e sua representação sindical.
            É válido destacar que Rondônia aumentou sua arrecadação em mais de 250% nos últimos anos, e que apenas 37% dos recursos são destinados à Folha de Pagamento. Também destacamos o aumento salarial de 25% que o Governador concedeu a si mesmo e aos Secretários Estaduais e Adjuntos, no ano de 2009. E a VERGONHA  de 4,5% que propôs para os trabalhadores, em 2010.
           No início do Governo Cassol, um professor recebia cerca de 07 salários mínimos,  hoje o professor graduado recebe menos de 3 salários mínimos; no mesmo período, um pacote de açúcar de 2kg custava R$1,19 – hoje, o mesmo pacote de açúcar de 2kg custa R$ 4,40.
          Precisamos urgentemente do olhar do restante do país, pois a desvalorização profissional que estamos sofrendo transcende valores financeiros e paira no campo moral. Já fomos chamados pelo governador Ivo Narciso Cassol, homem de 601 processos judiciais, de “CACHAÇA, POIS EM QUALQUER BOTECO DE ESQUINA SE ENCONTRA”, “PEÃO”, “DESOCUPADOS”, “INCONSCIENTES”, “ESPOSAS DE BANANAS, POIS SÃO MAL-CASADAS, OS MARIDOS NÃO SUSTENTAM” e uma série de outras ofensas proferidas por este Governador, que almeja o Senado Federal, ainda este ano.
             Sabemos o quanto é necessário para se fazer uma Educação de Qualidade. A irresponsabilidade do Governador do Estado de Rondônia, sua postura autocrata, só prejudica a população deste Estado tão sofrido e desconhecido para o restante da Nação. Contamos com o apoio da mídia nacional, pois, infelizmente, tal governo possui nas mãos boa parte da mídia estadual. Contamos com vocês!

Greve - e-mail reflexivo de uma professora

Postado por Nidiane Latocheski às terça-feira, março 30, 2010
Reações: 
0 comentários
Recebi um e-mail SIGNIFICATIVO, bem realista sobre nossa situação aqui em RO e também em SP. O primeiro texto é da professora Adriana de Oliveira Silveira


O Governo do Estado de Rondônia tenta abafar a nossa greve dizendo que é uma greve partidária não admitindo sua péssima administração, mas os trabalhadores da educação do país inteiro reivindicam as mesmas coisas: RESPEITO, CONDIÇÕES DIGNAS DE TRABALHO, REAJUSTE SALARIAL E POLÍTICAS PÚBLICAS COMPETENTES... Não podemos desanimar, afinal Educação Gratuita e de Qualidade é direito e dever de toda a sociedade... SOMOS TODOS RESPONSÁVEIS PELO QUADRO CAÓTICO EM QUE A EDUCAÇÃO SE ENCONTRA, portanto essa luta é de todos nós.


"CASSOL, GOVERNADOR QUE NÃO RESPEITA A EDUCAÇÃO NÃO PODE SER SENADOR DA NAÇÃO."

Pense cuidadosamente no assunto quando as eleições chegarem... não podemos agravar os problemas que já temos votando em pessoas que não merecem nossa confiança.

Se não mudarmos/melhorarmos nosso país através de uma revolução cultural/educacional, não nos restará muito além de uma revolução armada, de a mudança se parte do zero.


"Nenhum de nós é tão bom, quanto todos nós juntos!"


Vejam abaixo algumas fotos e depoimento da greve de São Paulo... é bom saber que não somos os únicos incomodados com o caminho que a educação tem tomado.

Muito obrigada pela atenção, seu apoio é fundamental.

Adriana,
Vilhena - RO.
 
  












RELATO DA PARALISAÇÃO/GREVE EDUCAÇÃO SP
da estação Penha, de onde o grupo de minha escola partiu, passando pela Sé, Paraíso e, finalmente, no Trianon-Masp, professores. professoras. aliás, principalmente professoras. caminhando e cantando. e apitando. e protestando. e batendo panela. eu, no caso. e enchendo. enchendo e enchendo a Avenida Paulista. que ficou pequena.

teve um momento que eu pensei que o Governo ia dizer que o Metrô estava com problemas e ia ser parado, apenas para dificultar o acesso das pessoas ao MASP.

porque não parava de chegar gente. duas, duas e meia. três, três e meia, quatro horas. sol forte na cachola. e chegava. chegava, chegava, chegava. primeiro, vão livre do MASP tomado. depois, vão e duas faixas da paulista. depois, vão, e um lado inteiro da paulista. depois, vão e dois lados da paulista tomados. depois, Avenida Paulista de São Paulo parada.

fazia tempo que eu não via isso acontecer. principalmente no caso de paralisações.

e não foi uma questão de intransigência. foi como um maremoto, tsunami de gente que, não tendo mais espaço, vai ocupando o espaço que tem. o espaço que cabe. a polícia tentou, fazer cordão de isolamento, segurar. mas o efetivo policial era pequeno - talvez pela crença de que o ato seria esvaziado - que não deram conta. não teve jeito. a única solução foi a ocupação.

que foi tranquila, ainda bem. pequenos problemas isolados, agressividades, que não se tornaram nada maior. todos e todas seguraram bem a onda. e atingimos o nosso objetivo: parar a cidade para que ela olhe para aquilo que a sociedade julga como o maior bem de um país. a EDUCAÇÃO. e as pessoas putíssimas, por causa do trânsito, do atraso do ônibus, daquele mar de gente, algumas vezes perguntavam: "o que eu tenho a ver com isso?" e eu me perguntava: o que você não tem a ver com isso, né cara palida? EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA E DE QUALIDADE É UM DIREITO DE TODOS. MAS TAMBÉM UM DEVER. é constitucional. está na L.D.B. (Lei de Diretrizes e Bases da Educação 9.394/96), está no E.C.A. - Estatuto da Criança e do Adolescente: é dever da família, da sociedade e do governo zelar por uma boa educação.

e boa educação começa com VALORIZAÇÃO e RESPEITO aos profissionais envolvidos nisso. VALORIZAÇÃO começa com BOA REMUNERAÇÃO. RESPEITO começa com políticas públicas competentes e eficazes, que atendam e resolvam os problemas da população. e nada disso temos.

é fato, não é criação: o PSDB (Partido da Social-Democracia Brasileira) está há 16 ANOS(!) GOVERNANDO O ESTADO DE SÃO PAULO. Gestão MARIO COVAS, GERALDO ALCKIMIN E JOSÉ SERRA. 16 ANOS é muito tempo. daria para se fazer muita coisa. se fosse um partido coerente, com uma política pública de governo coerente, teriam transformado a Educação. tempo e recursos, para isso, tiveram. mas como dentro do próprio partido eles não se entendem, cada mudança de personagem, mas não de cena, eles faziam uma cagada diferente. mas não serena. e não eficaz. e chegamos aonde chegamos. profissionais da educação desvalorizados, desmotivados e culpabilizados por sucessivos GOVERNOS INCOMPETENTES e IRRESPONSÁVEIS.

nós, profissionais da educação, temos nossa parcela de culpa, sim. por ter aceito tamanhas atrocidades passivos, pacíficos. por não termos gritado suficiente, brigado suficiente. lutado suficiente. mas como nem tudo está perdido - ainda -, esse é o momento de dizer: basta! chega!

SEXTA-FEIRA, 19 DE MARÇO. a cidade vai parar. novamente. e vocês, tod@s, estão convidados a parar conosco. a paralisar até o osso. a gritar. batucar, protestar. a exigir: uma EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA E DE QUALIDADE. tenha certeza:

"AMANHÃ VAI SER MAIOR!"

Rodrigo Ciríaco



GREVE DOS PROFESSORES - 11/03/10












reunião de pais, mestres e responsáveis na EE Jornalista Francisco Mesquita, no dia 11 de março de 2010, um dia antes do ato, para esclarecer a comunidade sobre os motivos da paralisação das aulas, greve, reposição, entre outros. nos períodos da manhã e tarde, mais de 200 pais e responsáveis pelos estudantes estiveram presentes. o APOIO à paralisação dos professores e as suas reivindicação foi TOTAL, afinal, ninguém melhor do que eles sabem como está a qualidade do ensino, nossas condições de trabalho e demais problemas. ninguém melhor do que eles conhecem a ESCOLA QUE NÃO APARECE NA TV. é isso aê: MOBILIZAÇÃO com DIÁLOGO junto à COMUNIDADE por uma MELHOR EDUCAÇÃO!



GREVE DOS PROFESSORES - 12/03/10




























fotos: Rodrigo Ciríaco

autorizada e SOLICITADA a reprodução
cite a fonte mas, principalmente
os MOTIVOS da MANIFESTAÇÃO!

POR UMA MÍDIA DEMOCRÁTICA E LIVRE


quarta-feira, 24 de março de 2010

MOVIMENTO POR UM BRASIL LITERÁRIO

Postado por Nidiane Latocheski às quarta-feira, março 24, 2010
Reações: 
1 comentários
Brasileiro gosta de ler, mas falta acesso
06/03/2010

Os brasileiros letrados – 95 milhões – leem, em média, 1,3 livro por ano, revelou a última pesquisa do Instituto Pró-Livro, divulgada no final de 2009. Apesar disso, a coordenadora programática do Centro de Cultura Luiz Freire, Cida Fernandez, diz que é falsa a ideia de que o brasileiro não gosta de ler. Para ela, o problema é a falta de acesso à leitura. Ainda segundo a pesquisa, entre os leitores brasileiros, 75% disseram que sentem prazer em ler uma obra.

Cida ressalta que a leitura de livros de ficção no país é ainda mais frágil. Para ela, um país mais literário pode trazer benefícios para a sociedade: “no mundo possível da ficção, o homem se encontra realmente livre para pensar, deixar a fantasia agir e, então, configurar alternativas para os problemas. Na literatura, ele se liberta do agir prático e da necessidade, daí sua possibilidade intrínseca de inclusão”.
Com o objetivo de incentivar ações que promovam a leitura de livros de literatura, nasceu o Movimento por um Brasil Literário. “Ler este gênero é um direito de todos e que ainda não está escrito”, revela o manifesto do movimento, que recentemente recebeu a adesão da escritora premiada Ana Maria Machado, eleita secretária geral da Academia Brasileira de Letras, e já contava com autores como Frei Beto, Marina Colasanti e Marisa Lajolo.

Iniciativa do Instituto C&A, a campanha pela promoção da literatura no Brasil foi lançada oficialmente em junho de 2009, na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que acontece todos os anos na cidade fluminense. Além do Centro de Cultura Luiz Freire, também faz parte da articulação do movimento a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, Instituto Ecofuturo e a Associação Casa Azul, organizadora da Flip.

De acordo com Cida, é necessário investir em políticas públicas que ampliem o acesso aos livros. Baratear o custo das obras e aumentar o número de bibliotecas seria ações essenciais. O preço do livro “Tieta do Agreste”, por exemplo, custa aproximadamente R$ 70 em livrarias paulistas, quase 14% do salário mínimo brasileiro, os atuais R$ 510. A obra de Jorge Amado custaria mais barato se fosse comprado fora do país. Em La Paz, capital da Bolívia, sairia pelo equivalente a R$ 61.

“Se tem acesso desde pequeno, vai gostar da literatura. Não tem acesso, por isso o sujeito não conheceu e não criou o hábito”, disse ela. A pesquisa do Instituto Pró-Livro sugere que a maior influência para a formação do hábito da leitura vem da família, o que explica o fato de 63% dos não leitores informarem nunca ter visto os pais lendo.

Assim, além de ampliar o acesso ao livro, seria necessário investir na formação de leitores. Segundo Cida, há um problema cultural da não leitura, decorrência da falta de valorização do livro.

Para aderir ao  MOVIMENTO POR UM BRASIL LITERÁRIO, acesse

Fonte: Envolverde/Aprendiz/ Desirée Luíse 


Assista ao vídeo do escritor Bartolomeu de Queirós

domingo, 21 de março de 2010

Amar é...

Postado por Nidiane Latocheski às domingo, março 21, 2010
Reações: 
7 comentários


Domingo, 21/03/2010

O que é nossa memória.. Amava na infância 
a coleção de adesivos. 
O que mais me chamava atenção era a frase 
sobre o que é Amar...






E agora, vão algumas frases de personalidades célebres 
sobre esta mesma frase..



"Amar é superar-se." (Oscar Wilde)

"Amar é mudar a alma de casa." (Mario Quintana)



"Amar é comprazer-se na perfeição." (José de Alencar)

"Amar é receber um vislumbre do céu." (Karen Sunde)



"Amar é saborear nos braços de um ente querido a porção
de céu que Deus depôs na carne." (Victor Hugo)


"Amar é ser levado a ter prazer na perfeição, no bem, ou na
felicidade do objeto amado." (Gottfried Wilhelm Leibniz)


"Amar é admirar com o coração; admirar é amar com o espírito."
(Théophile Gautier)



"Amar é descobrirmos a nossa riqueza fora de nós."
(Émile-Auguste Chartier, "Alain")



"Amar é uma necessidade do coração; fazer amor é uma 
ocupação do espírito." (Nicolas Chamfort)


"Amar é humano; e nos acontece pela força dos deuses." (Plauto)


"Amar, é ver-se como um outro ser nos vê, é estar apaixonado 
pela nossa imagem deformada e sublimada." (Graham Greene)


"Amarmo-nos é lutar constantemente contra milhares de forças
ocultas que brotam de nós mesmos ou do mundo." (Jean Anouilh)

"Amar é uma mistura de alegria e medo; de paz por um lado e

ameaça de guerra pelo outro. É pensar que a felicidade tem nome 
e endereço. É temer não estar à altura. 
É sofrer tanto quanto querer." (Bruno Campel)



"Amar é cansar-se de estar só: é uma covardia portanto, e uma traição a nós próprios."
(Fernando Pessoa)


"Amar é encontrar na felicidade de outrem a própria felicidade."
(Gottfried Wilhelm Leibniz)
 

"Amar bem é amar loucamente."
(André Suarès)


"Amar é fazer pacto com a dor." (Julie de Lespinasse)


"Amar é ser estúpidos juntos." (Paul Valéry)


"Amar é metade de crer." (Victor Hugo)




Se você conhecer mais alguma, escreva a sua!



"Amar é também agir." (Saint-John Perse)

sábado, 20 de março de 2010

FOTOS DA SEMANA

Postado por Nidiane Latocheski às sábado, março 20, 2010
Reações: 
0 comentários
Fotos tiradas durante as passeatas em Vilhena e Porto Velho

Fonte: Comunidade do Orkut - Sintero Regional Cone Sul

FOLHA DE SÃO PAULO DIVULGA VERGONHA SALARIAL

Postado por Nidiane Latocheski às sábado, março 20, 2010
Reações: 
3 comentários
Sábado - 20/03/2010
 
Passeando pelo site do Sintero, deparei com essa matéria:

FOLHA DE SÃO PAULO revela para o mundo a vergonha salarial da educação em Rondônia
Seis Estados pagam salário abaixo do piso a professor  
(Fonte: SINTERO)

RICARDO WESTIN
da Folha de S.Paulo

Professores iniciantes de seis redes estaduais começaram o ano letivo recebendo um salário menor que R$ 1.024,67 --mínimo determinado pela lei.

Em Goiás, Tocantins, Rondônia, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Sul, a remuneração não alcançou o piso nacional, segundo estudo da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação).

O piso salarial vale para os professores iniciantes com formação de nível médio (sem diploma universitário) que trabalham 40 horas por semana.

A lei, que abrange também as escolas municipais, foi aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Lula em 2008. Antes disso, cada Estado e município tinha um piso próprio.

Com a lei, o piso nacional foi estipulado em R$ 950. Como é obrigatório que seja reajustado todo mês de janeiro, o mínimo hoje é de R$ 1.024,67, segundo o Ministério da Educação.

Daqueles seis Estados, cinco (GO, TO, RO, CE e PE) começaram o ano pagando os antigos R$ 950, sem aplicar o reajuste obrigatório. No RS, a remuneração inicial dos professores é ainda mais baixa, de R$ 862,80.

"Nas redes municipais, embora não haja dados, a situação é pior. O professor tem menos força para negociar em municípios menores", diz o presidente da CNTE, Roberto Franklin de Leão. Para ele, o piso nacional é descumprido por razões políticas, não financeiras. "O ministério tem verbas para socorrer os que alegam não poder pagar o piso, mas ninguém pediu."

O MEC confirma. Para obter o dinheiro, os governantes precisam comprovar que falta dinheiro para a educação. "Se fosse verba para obra, eles viriam correndo. O problema é que ninguém inaugura professor ou aluno", critica o senador Cristovam Buarque (PDT-DF). 

(ESSE É UM DOS POUCOS POLÍTICOS QUE AINDA ADMIRO!!)

O piso salarial ainda causa discordâncias porque um grupo de governadores recorreu ao Supremo Tribunal Federal alegando que a lei era inconstitucional. O Supremo ainda não decidiu o mérito da questão e determinou que, enquanto isso, os professores não podem ganhar menos do que o piso.

"Os governadores e prefeitos se apoiam nessa indecisão do Supremo. O Ministério Público deveria processá-los por improbidade administrativa e pedir cassação", diz Buarque.

A CNTE usa cálculo distinto e defende piso de R$ 1.312,85 (sem contar gratificações). O STF aceitou a inclusão das gratificações no cálculo do piso.

Nosso salário não dá três mínimos...
Não podemos nem manter uma empregada doméstica.. além da rotina em sala de aula nas escolas, a rotina da maioria dos profs. é a da jornada  tripla, com "direito" à faxinas aos fins de semana!
Entre outras necessidades... 

sexta-feira, 19 de março de 2010

EDUCAÇÃO ESTADUAL EM GREVE!

Postado por Nidiane Latocheski às sexta-feira, março 19, 2010
Reações: 
0 comentários

Já faz nove dias que estamos lutando por nossa categoria.. Para entender melhor esta greve, leia até o final...

Educação de Rondônia em Greve!

Os professores da rede Estadual de Rondônia decidiram em assembléia, na quinta (11), entrar em greve contra a política educacional de Ivo Narciso Cassol “Exterminador do Futuro”.
 A paralisação é um protesto da categoria contra o descaso e a falta de respeito do governo do Estado para com a educação, e também reflete a revolta de professores e técnicos pelo arrocho salarial imposto pela administração estadual aos servidores públicos.
Durante a assembléia a secretária de Estado da Educação, Marli Caúla, enviou ao Sintero uma proposta que consiste em aumento salarial linear de 4% para todos os servidores públicos, e uma gratificação de R$ 200,00 para os professores.   A proposta foi imediatamente rejeitada pelos trabalhadores em educação.
Desde o início do primeiro mandato de Ivo Cassol, em janeiro de 2003, até fevereiro de 2010, a inflação medida pelo INPC do IBGE foi de 49,84%. Neste mesmo período houve apenas três reajustes: de 10% em abril de 2004, 5% em abril de 2006 e 4% em duas parcelas em fevereiro e maio de 2008.
Com isso os servidores acumulam perda inflacionária de 24,74%, apenas no mandato de Cassol. Em 2003 um professor ganhava 07 salários mínimos, mas hoje ganha 3 mínimos devido ao achatamento salarial. Da mesma forma, as merendeiras, as zeladoras e os demais técnicos ganhavam 03 salários mínimos, e hoje ganham um salário mínimo.
Enquanto isso o “Exterminador do futuro” Cassol Convoca mais uma sessão extraordinária da Assembléia Legislativa. Na pauta vários projetos de interesse do governo do Estado, entre eles a criação de 164 cargos comissionados na PGE, Sesdec e Sead; e a autorização para abrir crédito suplementar por excesso de arrecadação.
Nas mensagens de criação de novos cargos comissionados o governo do Estado não teve nenhum pudor em invocar o dispositivo legal do regime de urgência. É a criação do “trem da alegria” mais urgente que se tem notícia no país.
Embora o governador Ivo Cassol diga em suas entrevistas que o Estado não possui recursos para valorizar os servidores públicos, o pedido de autorização para abrir crédito suplementar por excesso de arrecadação é uma prova de que as receitas do Estado cresceram além das expectativas.
Pelo menos três projetos de lei de autoria do Executivo pedem autorização para abrir crédito suplementar no valor de mais de R$ 4,5 milhões.
Como o Senhor Governador explica isso?


FONTE: blog da profª Juscélia 

Viu só a espécie de governo temos? 
E a história dos R$  200,00  APENAS para quem não estiver em greve ou para quem está lotado em sala de aula é uma estratégia para nos DESUNIR. Tomara que os colegas não caiam nessa!
Esse tipo de atitude do governador demonstra sua insegurança..

quinta-feira, 18 de março de 2010

Você conhece o SKOOB??

Postado por Nidiane Latocheski às quinta-feira, março 18, 2010
Reações: 
0 comentários
Depois de algumas solicitações de alunos sobre sites sobre livros e leituras, decidi postar aqui sobre o SKOOB
Repare que skoob = books ao contrário.

Se você aprecia ler, imaginar, montar sua estante virtual de livros e o melhor, sem ter que gastar nenhum centavo, conheça essa rede nacional de leitores.. 

Lá é possível encontrar amigos, mandar recados, montar mural, postar a fotinha do perfil, montar seu widget para outras redes e blogs. Mas, com um detalhe: todos são leitores! O que interessa por lá é trocar ideias sobre livros.. 

Eu amei assim que conheci!!
Pra ser meu amigo por lá também, acesse:  Nidi .
Vou amar conhecer seu estilo literário!! 
Participe! E me conte o que achou da rede...

sábado, 13 de março de 2010

Segundo ULTRASSOM

Postado por Nidiane Latocheski às sábado, março 13, 2010
Reações: 
4 comentários
Vha, 13 de março

Ontem foi um dia de intensa emoção e correria..
Iniciei 7h da manhã,  um exame q consumiria 4 horas...Exame de Tolerância à glicose..  

Funciona assim:
 - Tira-se o sangue em jejum, bebe-se um líquido (c/ sabor... o meu foi de  limão) doooooce, então, tira o sangue mais outras vezes de hora em hora (até  4 picadinhas).. 
- 1h depois, estive lá... 
- encerrou antes das quatro agulhadas.. foram só 3.. pq o pico de baixa glicemia foi a 52... sendo que em jejum era 82, depoois 84.. caiiiiiiiiiiiu mto.. e eu quase caio também, porque ficamos impossibilitados de comer ou beber para não dar alteração no exame..
- O engraçado que quando cheguei lá, pela última vez, a biomédica já tinha ligado no meu celular 4 vezes, preocupada com a baixa exagerada de glicose..eu poderia desmaiar, segundo ela.. então, comi um pãozinho com café deliciosos!!

Neste meio tempo, entre idas e vindas, o laboratório era de um lado da cidade e a clínica de ultrassonografia do outro.  Fui atendida às 10h na clínica, fizemos o exame e então, o médico disse que provavelmente seja uma menininha.... Mas, é preciso confimar mais tarde.
Logo postarei  as fotinhas desse bebê que tem feito nossa alegria e causado algumas náuseas também.. hehe

terça-feira, 9 de março de 2010

Fotos interessantes

Postado por Nidiane Latocheski às terça-feira, março 09, 2010
Reações: 
5 comentários
 Na escola a prof. do Pedro pediu que tirassem fotos diferentes.. aqui estão as dele..


                                        Foto do dia 09/03 

Pedro Vinícius é fooooooorte!! rsrs

sábado, 6 de março de 2010

Escritores famosos no twitter

Postado por Nidiane Latocheski às sábado, março 06, 2010
Reações: 
2 comentários Links para esta postagem

Alessandro Martins criou uma brincadeira super legal!
No blog dele Livros e Afins
Encontramos por lá os comentários dos leitores, com mais sacadas sobre outros escritores.. 
  1. Shakespeare: Existem uns scripts podres no reino do Twitter. #mimimi #tragédia
  2. Homero: Canta, oh, musa, a fúria de Aquiles. Mas seja breve, por favor. #epic
  3. Joyce: Ulysses (via @homero) http://migre.me/I7D
  4. Kafka: O Twitter me faz sentir como um inseto repugnante #nojinho
  5. Dostoiévski: Se o Twitter existe, então tudo é possível #existencial
  6. Mário Quintana: Eles passarão. Você, passarinho
  7. Jorge Luis Borges: O Twitter é um jardim de caminhos que se bifurcam.
  8. Melville: Chama-me de Ismael_Moby123
  9. Carlos Drummond de Andrade: Tinha um tweet no meio do caminho. No meio do caminho tinha um tweet.
  10. Mário de Andrade: Ai, que preguiça do Twitter.
  11. Machado de Assis: @verme Ao primeiro que roeu minhas tripas dedico este tweet.
  12. Nietzsche: O Twitter está morto. #cansei
  13. Décio Pignatari: Beba Twitter. Babe Twitter. #cloaca
  14. Antoine de Saint-Exupery: Você é responsável por aquele a quem retribuiu o follow. #mimimi
  15. Paulo Coelho: O Twitter conspira a seu favor. #autoajuda
  16. Vinicius de Moraes: Que seja infinito enquanto sucinto.
  17. Clarice Lispector: Não se preocupe em entender. Twittar ultrapassa qualquer entendimento.
  18. Nabokov: follow lolita
  19. Orwell: O @grandeirmao começou a me seguir #distopia #paranóia
  20. Virginia Woolf: @MrsDalloway compre vc as flores.
  21. Daniel Defoe: RT @crusoe Vou chamá-lo de @sextafeira ou @sexta_feira. Não sei ainda.
  22. Fernando Pessoa: #followfriday @albertocaeiro @alvarodecampos @ricardoreis @bernardosoares
  23. Chuck Palahniuk: A primeira regra do Clube do Twitter é: ninguém fala sobre o Clube do Twitter.
  24. Sófocles: @edipo Pior cego é o filho que não quer ver. #destino
  25. Freud: follow sofocles follow edipo
  26. Jung: unfollow Freud
  27. Alexandre Dumas: Um twitter por todos e todos twitters por um
  28. Pablo Neruda: Confesso que twittei.
  29. Stevenson: RT @DrJekill o @mrhyde acaba de chegar. tenho que ir #partiu #bjmeliga
  30. Tolkien: Um tweet para todos governar…
 E vc? diria o que sobre algum escritor conhecido??

MEC premiará experiências inovadoras de inclusão

Postado por Nidiane Latocheski às sábado, março 06, 2010
Reações: 
0 comentários Links para esta postagem

Escolas públicas de educação básica têm prazo até o dia 12 para fazer a inscrição no prêmio Experiências Educacionais Inclusivas: a Escola Aprendendo com as Diferenças. O prêmio, no valor individual de R$ 8 mil, será entregue aos cinco melhores trabalhos, um por região.

Até a última quarta-feira, 3, segundo a Secretaria de Educação Especial (Seesp) do Ministério da Educação, 60 escolas inscreveram experiências. Podem concorrer trabalhos desenvolvidos em 2008 e 2009 e que estejam em curso este ano. De acordo com o regulamento, cada escola pode inscrever uma experiência de inclusão escolar de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento ou altas habilidades e superdotação desenvolvida em classe comum do ensino regular público.
(...)

Fonte:blogeducacao
Página do MEC para saber do regulamento

terça-feira, 2 de março de 2010

Ainda sobre leitores e leituras...

Postado por Nidiane Latocheski às terça-feira, março 02, 2010
Reações: 
1 comentários Links para esta postagem

Após reler pela 4ª vez o livro da Luzia de Maria, quero eternizar por aqui citações das quais mais gostei.. e livros que ainda lerei:
Frank Smith: “A escrita separa nossas idéias de nós mesmos, de um modo que se torna mais fácil explora-las, examina-las e desenvolve-las.”
“Quem não lê é bobo, ingênuo, sem senso crítico.”

Luzia de Maria : “habitar significa deixar vestígios.”
“mais importante é que o leitor iniciante possa ter a possibilidade de encontrar um texto que seja do seu agrado, um texto que o fisgue, que o envolva.(...)” – p.52


Do ponto de vista da cidadania, podemos lembrar o que Alberto Manguel afirma, no livro Uma história da leitura (Companhia das Letras): “ Os regimes populares exigem que esqueçamos, e portanto classificam os livros como luxos supérfluos. Os regimes totalitários exigem que não pensemos, e portanto  proíbem, ameaçam e censuram; ambos, de um modo geral, exigem que nos tornemos estúpidos e que aceitemos nossa degradação docilmente, e  portanto estimulam o consumo de mingual. Nessas circunstancias, os leitores não podem deixar de ser subversivos”
A leitura vista desse ângulo, constitui arma eficaz de defesa contra o arbítrio e as injustiças sociais, instrumento indispensável na passagem de um pensamento ingênuo e acomodado a um modo de pensar crítico e questionador. A educação para a cidadania deve envolver um conjunto de disciplinas e práticas sociais que permitam a cada um conhecer seus limites e exercitar os seus deveres, mas, também e essencialmente ter clara noção dos seus direitos e possuir os instrumentos necessários para defende-los. 
– p. 78

Este é um dos melhores comentários críticos sobre a formação de leitores...
Daniel Pennac em Como um romance – Rocco; “A partir do momento em que se coloca o problema do tempo para ler, é porque a vontade não está lá. Porque, se pensarmos bem, ninguém jamais tem tempo para ler. Nem pequenos, nem adolescentes, nem grandes. A vida é um entrave permanente à leitura. (...) O tempo para ler é sempre um tempo roubado. (Tanto quanto o tempo para escrever, aliás, ou o tempo para amar.) (...) Se tivéssemos que olhar o amor do ponto de vista de nosso tempo disponível, quem se arriscaria? Quem é que tem tempo para se enamorar? E no entanto, alguém já viu um enamorado que não tenha tempo para amar? (...) A questão não é de saber se tenho tempo para ler ou não (TEMPO QUE, ALÍÁS, NINGUÉM ME DARÁ ), mas se me ofereço ou não à felicidade de ser leitor”. – p. 82


Pura verdade!!
Espero contribuir na formação dos alunos leitores  dos quais entro em contato todos os dias..
E para isso vou lembrar de mais um comentário:
“sem ter uma história pessoal de leitor, sem amar a leitura, sem ter contraído a “doença da leitura”, dificilmente um professor conseguirá estimular seus alunos a ler.” (Virgínia Woolf e Luzia) – p.57



Agora,  vídeos inspiradores de incentivo à leitura:



Texto do Fernando Veríssimo. Simplesmente LIIIIIIIINDO!!

 

Blog da Nidi Copyright © 2010 Designed by Paulinha Lobato