segunda-feira, 17 de maio de 2010

Qual é nossa identidade? Parte II

Postado por Nidiane Latocheski às segunda-feira, maio 17, 2010
Reações: 
Após uma semana de repouso por determinação médica, retorno às salas de aula. Hoje, quero registrar algumas das "Respostas" para o pessoal das regiões Centro-Sul do Brasil, a respeito dos nossos maiores valores e orgulho de vivermos por aqui. Meus alunos, escreveram muito bem sobre os mais diversos aspectos que nos deixam cientes da importância do Estado e claro, de cada um de nós estarmos aqui, ganhando o pão de cada dia..

Sabemos dos defeitos, mas como bem disseram Laysa, Miguel, Diogo, Luiz,  (2º ano EM - SESI):

"É uma comparação injusta entre RO e estados mais desenvolvidos.. Afinal, nosso Estado é jovem e não se resume a políticos corruptos."
Os aspectos positivos mais destacados pelos adolescentes foram: Economia, Diversão e Lazer, Baixos índices de violência,  e principalmente, as Belezas naturais, onde moramos..

Não posso deixar de mencionar a crônica escrita por Carolina! Leia e se delicie. Ela irá postar nos comentários abaixo.. Entre outros que foram perfeitamente "irônicos" na medida, sem ofender, mas dizendo as verdades..
 Rio Madeira - olha que pôr do sol

A surpresa que tive foi saber que mesmo muitos dos alunos, desejarem ou necessitarem fazer um curso superior fora daqui, sabem respeitar e reconhecer tudo o que vivemos..


Deixarei essa postagem em aberto para que os próprios alunos ou  quem quiser dar seus próprios depoimentos..





5 comentários:

junior on 18 de maio de 2010 23:58 disse...

Incentivar a estima pelo local onde vivemos é fundamental, pois evoca também a auto-estima.O lado negativo aparece com o bairrismo e com a xenofobia, que são aspectos que podem ser evitados.Há 60 dias foi publicado na "Superinteressante" um perfil dos consumidores das diversas regiões do Brasil, do ponto de vista das empresas.Um tanto preconceituoso por rotular pessoas e hábitos, porém passível de análise como fonte de trabalho educacional.Abraços.
P.S. Político corrupto é uma epidemia de abrangência nacional, não é privilégio da sua região, infelizmente. O que muda é o sotaque.

Carol on 19 de maio de 2010 16:45 disse...

Apelos do amigo cacique


E quanto a nós pobres índios, que vivemos tranquilos em nossas ocas, tirando da natureza tudo aquilo de que precisamos? Não se esqueçam dos macacos amigos, que compartilham de maneira tão educada piolhos e carrapatos. E como fica a nossa querida onça pintada, bicho de estimação tão dócil e domesticável? Ahh! Bons tempos, se pelo menos eles existissem. Já pensou um lugar assim no Brasil?Talvez lá no século XIX isso seria aceitável, mas e se de repente essas cenas estivessem acontecendo em pleno século XXI?Parece loucura né? Pois pode acreditar que na “história desse país” houve quem pensasse dessa maneira.
Primeiro vamos esclarecer umas coisinhas. Não! Rondônia não fica no Acre e não, nós não nos locomovemos por aí pendurados em cipós. Agora podemos continuar e dizer o porquê de morar aqui:
-Aqui não tem enchente.
-O clima é muito agradável.
-Não sofremos com poluição.
-Nosso ar é respirável.
-Não somos um bando de alienados que não sabem que frangos não são como vemos no mercado, congelados.
-Não precisamos andar com colete a prova de balas, com medo de na próxima esquina ter um tiroteio.
Eu sei que exagerei um pouco, mas cometem o mesmo erro ao falar daqui. Mas é que não se pode sair comparando paisagens tão diferentes, sempre haverá coisas boas ou ruins que tornam aquele lugar único, e isso é o que dá graça ao Brasil, essa mistura de culturas, esses vários retratos espalhados por aí, essa gente que sempre tem algo a nos ensinar. Por último uma dica, se informe antes de sair dizendo o que não sabe!

thais alana on 19 de maio de 2010 20:21 disse...

É maravilhoso morar em Rondônia, pois é um estado que esta crescendo e nos estamos vendo e crescendo junto. As pessoas que falam mal do nosso estado é porque tem inveja de não ter o sussego, a qualidade de vida que temos. Moramos em um estado rico na fauna e na flora, onde não tem muita violência, enchentes e etc.
Nasci e vivo em Rondônia e não tenho vergonha disso, não me importa o que falam e o que pensam, me orgulho de morar em Rondônia.

Ana Ferronato disse...

Não.Rondônia não é o fim do mundo!Pô qualé?isso ja passou.Falar que rondônia é o fim do mundo! povo sem criatividade!Eu amo morar aqui,e aqui nãotem onça não ta?
Rondônia tem cultura,as pessoas aqui também tem!e toma lugar de muita gente no mercado de trabalho.Pra quê ter vergonha?vergonha de se morar em um estado que se esforça a cada dia para dar o seu melhor?ou vergonha de um estado que não vive só de MC DONALDS e COCA-COLA?!ainda bem que não!
Um lugar que cresce e faz as pessoas crescerem junto.E não é agente que é desinformado não tá?...uma típica conversa de MSN :
-De onde voce é?
-Rondônia.
-Onde fica isso?
Preciso falar mais algo?Brasil não é só São Paulo e Rio de Janeiro.
Somos civilizados,educados,lutamos pelo que queremos.Acho que se eu não tivesse nascido aqui eu seria ma pessoa totalmente diferente.E sim temos maior ódio quando alguém pergunta se somos índios! caaaara acorda! HELOO,século XXI!
quatro argumentos :
-Nosso estudo é bem mais avançado do que em outros estados.
-Quer pescar? guaporé ta aqui do nosso lado querido!
-Comer peixe? não tem outro lugar
-Carreata das exposições agropecuária ( é muito bom gente )

EU AMO RO

Amanda Latocheski on 19 de maio de 2010 20:55 disse...

Brasil não é só metrópoles como São Paulo e Rio de Janeiro.. Rondoniese é brasileiro também. Aqui também tem ricos, pobres, negros, brancos, pardos, amarelos, etc., e não somos apenas brasileiros. Somos vencedores.. É.. Esqueci de lembrar que RO é bem Maior que São Paulo e o Rio... Mas, fazer o quê?, se lá tem mais habitantes do que aqui.. Não podemos ser discriminados tão rápido.. Há pessoas de outros estados morando aqui e, conheço vários de Londrina, Goiânia, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina.
Eu AMOOO Rondonia.

 

Blog da Nidi Copyright © 2010 Designed by Paulinha Lobato