quinta-feira, 17 de setembro de 2009

MINHAS primeiras VEZES!!! (Uma experiência incrível!)

Postado por Nidiane Latocheski às quinta-feira, setembro 17, 2009
Reações: 
Pensei em vários títulos pra essa publicação e optei por essa de inúmeros sentidos, porque gostaria MEEEESMO que lesse até o final.


Venho desabafar as emoções de uma primeira vez!!
O fato é que participei de uma palestra que me deixou EUFÓRICA, EMOCIONADA, ORGULHOSA, DECIDIDA, etc..

Percebo nas palestras proferidas a professores que, geralmente, são para reafirmar ideologias governamentais. Ainda mais de um Fórum de Educação "bancado" pela prefeitura, então... pense no que pensei, ao sair de casa!!

Mas, ao contrário do que esperava, o professor CELSO FERRAREZI JR., formado em Letras, especialista em linguística -leia-se mestre e doutor - (não que títulos diferencie, mas pra "esse cara" eu  "PAGO PAU"!!! ) simplesmente ABRILHANTOU nossa noite em Vilhena. Nunca participei de um evento cultural em que os professores, num coro só literalmente, "ovacionassem" e aplaudissem de pé, ao final..


FOI EXCELENTE!! Um grande avanço! E mais, estavam as autoridades presentes que ouviram a tudo, sem poderem reagir!! É... graças à liberdade de expressão, podemos compartilhar de boas e INTELIGENTES ideias !


Por isso, venho compartilhá-las. Não seria justo guardar só comigo..


Ah! pela primeira vez também poderei fazer alguma "coisa" com as anotações que sempre registramos, mas quase nunca utilizamos.

 TÍTULO OFICIAL dessa publicação:

PROFESSOR Celso Ferrarezi OVACIONADO
PELA PLATÉIA
(confessa! vc não leria, né?)

Celso - foto do site de notícias  Extra de Rondônia

Foi emocionante do início ao fim. 
O tema da palestra: Uma escola viva e para a vida.

Ali, o professor discursou do início da EDUCAÇÃO silenciadora que foi concebida no Brasil, deeeeeesde a Colonização até os dias de hoje.
E aí é que mora o problema nas raízes profundas dessa construção! Apesar da Constituição "garantir" ao cidadão, uma formação integral, desenvolver-se para SER FELIZ, a escola não prepara para este fim, muito menos forma o tal cidadão integralmente. Formam-se alunos para serem EMPREGADOS, só! Ainda que em escolas particulares estimule o empreendedorismo, a realidade da maioria dos futuros adultos que "concluem" o ensino básico é a de REVERENCIAR o patrão. Aliás, como BEM disse o professor "a escola se perdeu no caminho".

Segundo consta, o desespero do MEC em financiar a publicidade de slogan: "seja um professor"  é  justificável, pois, há atualmente uma "oferta" de 480.000 vagas para professor em todo o Brasil e a projeção para 2012 é de 700.000, o que significa um percentual de 30% da Educação PARADA.
Parece que só agora, perceberam que TODAS as profissões dependem de algum de nós para formarem-se. Mas, a realidade também mostra que somos um PÉSSIMO grupo, porém, bons ou muito bons individualmente. Que paradoxo, não?
Abaixo seguem alguns argumentos que sustentam esses pensamentos:


FRAGILIZAÇÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS


Escola deveria ser o local onde se aprende a relacionar-se humanamente. Entretanto, é um espaço onde convive-se FORMALMENTE, pois, a concepção do papel do professor ainda está incorreta e também há a falta da predisposição para as relações maduras. Ficamos no campo da superficialidade, das aparências, acabamos por nos desumanizar. O aluno, por sua vez, traz consigo a obrigatoriedade em estudar porque os pais mandam e não porque perceberam que necessitarão para sua formação, não sei se para serem felizes, mas para formar-se sim!


CONCLUSÃO: A burocracia impera e as relações são cada vez mais distantes, exigindo uma postura ética, padrão, desconfiada, cheia de "não-me-toques ". Aliás, se tocar no aluno, dará PROCESSO no MP!! Ou por "assédio moral, sexual, etc." ou porque o professor "tá se achando"...

 DESPREZO AO PROFESSOR


A CENTRALIZAÇÃO  do ensino nos ALUNOS fez com que TUUUUUUDO seja para eles: projetos, materiais escolares, uniformes, merenda, móveis, livros didáticos, enfim, todos os recursos necessários que "garantam" o aprendizado do aluno. (e maior quantidade de votos para os futuros representantes do povo.)
Os PROFESSORES por sua vez, ficam com o RESTO! Claaaaaaaro! - diriam alguns - afinal, o professor já ganha pra comprar suas "parafernalhas" e nem precisa de uniforme.. pra quê?
Perceba que quando se discute o salário de juízes, advogados, médicos e profissões de maior prestígio diz-se: TETO salarial. Para os pé-rapados: PISO salarial. Isso explica muito!


CONCLUSÃO: Professor INFELIZ, DOENTE, PROBLEMÁTICO, atrapalhando o progresso do aluno, já que fica "perseguindo", "reprovando", "caçoando", "ridícularizando", "expondo" os coitadinhos dos alunos.
Nisso, a IMAGEM do magistério a cada dia fica mais desvalorizada, desbotada, corroída, quase inexistente.
E o professor, mesmo assim precisa ser especialista em muitos assuntos: sua área de atuação (óbvio!), relações humanas, psicologia, psiquiatria e quantas mais forem necessárias.
Como evitar então, a baixa auto-estima dos alunos, se os próprios educadores já nem tem sua auto-estima?
Como ensinar: felicidade, sonhos, domínio da própria vida, ser dono do próprio nariz, ser antenado, lutar pelos direitos, se isso não está muito claro em sua imagem ou conduta tão cansada?
Como contar com o apoio pedagógico de outros colegas, que poderiam nos auxiliar, promovendo melhoria EFETIVA em nossas aulas, se eles precisam, também, seguir protocolos e se ocuparem de tooooodas as novidades-burocrática vindouras de "alguém-lá-de-cima"? Como se fossem passes de mágica, tais teorias imediatamente serão nos "repassadas" em algum sábado letivo numa "formação pedagógica". Mas, sabe como é professor né? só reclaaaaaaaaaama!!!

 DESPREZO À REALIDADE


65% a 80% dos conteúdos "ensinados" na escola não tem valor para as nossas vidas!!
Pesquisas feitas com pais e mestres comprovaram a tese do Celso de que é necessário jogar fora os atuais currículos e construir novos, junto à comunidade, escolhendo conteúdos úteis e discutindo problemas reais, apontar caminhos para as soluções.


CONCLUSÃO: ao invés de ensinar tooooodas as classes de palvaras, rapidamente, para alunos de 6° ano, ensinar-lhes a LER, ESCREVER, OUVIR E FALAR  (sugeridos em nossos famosos PCNS/1996), o que aliás, já deveria ser ensinado desde o 1° dia de aula sem tolher-lhes os sonhos e expectativas diante da vida!

 DESPREZO AO MÉRITO
Tentarei escrever na íntegra:
"Num estado em que o currículo diz que "essa disciplina" reprova, "aquela" não, só poderíamos ter professores que não falam a mesma língua e reforçam a sua própria desvalorização. (seria isso mais uma tática de políticas públicas?)


CONCLUSÃO:Ensina-se a CONVIVÊNCIA pacífica, da obediência, do silêncio, do "manda quem pode e obedece quem tem juízo"! Mas, outra pesquisa do professor comprovou que as pessoas lembram mais dos professores exigentes. (Preciso ampliar meu nível de exigência, inclusive!)
Convença-se de que tuuuudo "tá bom" e continue medíocre! Ao contrário, tente convencer-se de que ainda pode MELHORAR!
"Rir da ignorância alheia é o mesmo q o médico rir do câncer!" (Cômico se não fosse trágico, não?)

 DESPREZO DA QUALIDADE


Sem exigir o MÉRITO, contenta-se com o MÍNIMO..
Quanto preciso tirar nessa prova?
Qual é a média dessa escola?
Já passei no 3° bimestre, pra que estudar mais?
Não vou usar isso nunca em minha profissão...
Entre outros comentários, o aluno ao entrar na escola, verifica as péssimas condições físicas do prédio, materiais de 5ª categoria, porque as outras não "passaram" na licitação... encontra também seus 'mestres-queixosos' e aprende que a vida é difícil, que precisa de mão-de-obra qualificada. Aprende também que poderá recuperar muitas vezes sua nota, mas talvez não terá a mesma chance no trabalho, futuramente.


CONCLUSÃO: Se a escola mudar e exigir qualidade (com qualidade em suas práticas), o aluno poderá acreditar que "tudo vai ser diferente", que "ainda resta uma esperança"

 PARTIDARIZAÇÃO DA ESCOLA


Fechando com "chave de ouro", diante do Secretário Municipal de Educação, do vice-prefeito, da primeira-dama, esse  CORAJOSO, EXÍMIO, PESQUISADOR, MESTRE, DOUTOR em Educação para a vida, nos alegrou muito comungando da mesma ideia. Disse que enquanto a escola for INSTRUMENTO de ideologia, manter SUCURSAIS ELEITOREIRAS, CARGOS por indicação e não por COMPETÊNCIA, teremos a FALÊNCIA da Educação. Afinal, a escola precisa existir PERENE e não ao sabor de POLÍTICAS efêmeras!


CONCLUSÃO: vamos sair desse estado de INÉRCIA em que a EDUCAÇÃO vive?
Vamos aderir a essa campanha? Dialogar, propor, pensar, avaliar, reavaliar, reconstruir, organizar são ações que ajudarão (a longo prazo) a retirada da Educação da UTI, ou melhor, precisamos primeiro pô-la na UTI, pois, temos o diagnóstico e não fazemos NAAAAAAAADA! Afinal JÁ TEMOS O MÍNIMO, né?


Professor, desculpe-me se parafraseei demais, sem sua prévia autorização (formal)
E mais uma vez: MUITÍSSIMO OBRIGADA por resgatar nossa IMAGEM. Precisamos ter CORAGEM de reagir e arregaçar as mangas. Quando eu crescer, quero ser como o senhor..

Pela 1ª VEZ, eu escrevo um texto do qual me ORGULHO!!!














5 comentários:

Anônimo disse...

tá inspirada, pro!
consegui ler até o final..
adorei e vou aderir à campanha sim!
Marcela (vilhena)
vc me ensinou muito.
obrigada.

Tenison Jr. on 17 de setembro de 2009 17:37 disse...

Adorei a aula hoje ;) Você poderia ler mais textos como esse!! O duro é que perde muito tempo e por mais que não gostemos disso precisamos ver todas as matérias por inteiro para que possamos passar no vestibular e entrar no mercado de trabalho.
Assim como o prof. Celso Ferrarezi disse. E assim como você, tô pagando pau pra ele O_b

Rebecca Black on 18 de setembro de 2009 15:17 disse...

AMEEEEEEI! Sim, eu consegui ler até o final e não foi sacrifício nenhum, muito pelo contrário!
Muito legal!

Ciça!

Maria Paula disse...

Nidi

Não acredito que perdi...
Ele é o cara não é mesmo?

Nidi / Nani on 21 de setembro de 2009 23:00 disse...

É... gente como viram, ele é O CARA sim!! Maria Paula, acho q já assistimos uma palestra no Sell do ano passado, não?
Ciça, q bom ter lido.. recomendo a todos q tenham acesso..
Tenison, fico contentíssima em ter agradado com esses pensamentos.. e procurarei levar mais uns sim..
Marcela, obrigada pelo apoio.
Neste barco, chamado Educação, estamos todos dentro, direta ou indiretamente...
Valeu gente!!
bjus
Continue visitando.. e comentando..

 

Blog da Nidi Copyright © 2010 Designed by Paulinha Lobato